A grande entorse do Séc. XX - Post revisionista

Post dedicado à Patricia Branco ao Alexandre Mota e a todos os meus amigos de boa fé, que ainda crêem no sistema "educativo" e de "montra de saber histórico" ocidental.

A grande entorse do século XX foi tão bem feita, mas tão bem feita, que estes meus amigos, pessoas notoriamente inteligentes, continuam ainda na crença fundamental, para a qual o sistema "educativo" pós-II guerra foi construído pelos marxistas que controlam a "educação" e a academia. Qual é essa crença fundamental? É uma que faz o meu querido amigo Miguel Madeira ir buscar enciclopédias inteiras de bibliografia para explicar/fundamentar o "enviesamento" da visão contrária à decidida pelos discretos mas bem dispersos pupilos de Gramsci, sendo o Miguel um deles.

Essa crença é uma que explica diferenças entre o nacional-socialismo (nazismo hitleriano) e os socialistas-marxistas históricos e actuais colocando os socialistas-marxistas no pólo da bondade e os nacionais-socialistas no pólo da maldade.

Socialistas que hoje, e desde o fim da II guerra (com a perda da importância do clero na educação que também se massificou) controlam todo o edifício de saber permitido pelas estruturas culturais dirigentes.

No caso russo é mais óbvio para nós, que ainda sabemos que também foram cometidos horrores inimagináveis pelo regime comunista-socialista científico russo. Porém, para as novas gerações, os miúdos agora infantes ou adolescentes, pouco ou nada é contado sobre Estaline ou o desejo imperial socialista-marxista que quase empurrou o mundo para uma terceira guerra mundial e aconteceu até há recentes 30 anos.

Ora então, o que os socialistas fizeram, depois de se não poder mais esconder todos os horrores cometidos na Grande Guerra, foi:

- arremeter Hitler e Mussolini para a "extrema-direita" limpando ao máximo e o melhor que puderam, os registos de associação e início de movimento à esquerda;

- ignorar, esconder, abafar os horrores cometidos pelos socialistas russos (ex-aliados dos nazis).

Porém, para quem esteja atento, para quem olhe para a História com os olhos do revisionista permanente, a visão é muito diferente da Oficial narrada nas escolas, nas academias e pelas editoras permitidas. E há enormes coincidências entre aquilo que vemos hoje acontecer e o que foi o passado totalitarista-absoluto que descambou na II Guerra, vencida pelos russos por um lado, e pelos conservadores anglo-saxónicos (britânicos e americanos - hoje considerados de extrema-direita pelo mesmo sistema marxista).
Ou seja, estão a usar o mesmo mecanismo que usaram para alterar os factos relativos aos nazis/nacionais-socialistas.

A informação sobre a realidade vai-se perdendo nos livros de História, feita/construída à medida do que o Poder da época entende ser a melhor forma de garantir a sua perpetuação.

Por favor, gastem uns minutos a ouvir este vídeo e reparem nas coincidências.


Comentários

  1. Então, arranja-me aí artigos anteriores à II Guerra a dizer que o fascismo ou o nacional-socialismo são de esquerda (menos "The Menace of the Heard" do Erik von Kuehnelt-Leddihn, que de qualquer forma já li)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Miguel, bom dia!

      Estamos a rever o design e a melhorar os posts. Encontrei este teu comentário. Sorry pela remoção no Facebook mas também apaguei a conta. Estava a fritar a moleirinha com o afunilanço da coisa. Como fazemos para ficar em contacto? Podes enviar-me o teu e-mail do blog?

      Eliminar
    2. Já agora, se quiseres podes-me enviar também o teu mail, até para o caso de eu algum dia vir a escrever um dos tais posts que em para aí umas 200 das nossas conversas eu disse que ia escrever (os tais assuntos em que eu dizia "estou a pensar em escrever um post sobre isso") e te os poder enviar.

      Eliminar

Publicar um comentário